Gatilhos de enxaqueca

Gatilhos de enxaqueca  – Pico de estresse é o gatilho nº 1

As crises de enxaqueca são ativadas por um núcleo do trigêmeo que recebe estímulos variados, podendo ser externo como luminosidade, odores, barulhos, alimentos, mudanças climáticas e internas como estresse, perda de sono, variações hormonais e dores região cervical e mandibular. Sempre procure o controle de gatilhos e agravantes.

Saiba o que é Enxaqueca Crônica aqui em matéria exclusiva.

O mais importante, é possível diminuir a atividade desse núcleo, reduzindo as crises de enxaqueca. A atividade física regular e moderada, nunca intensa, sono regular, medidas de alivio contra o estresse como esportes, lazer, meditação, carga horária de trabalho tradicional de preferência reduzida, alimentação saudável e principalmente evitando o jejum. Todos estes hábitos inibem o centro da enxaqueca.

Controle dos gatilhos de enxaqueca é fundamental
Alguns necessitam medidas independentes, como hipersensibilidade a luz, necessitando um óculos com filtro específico ou odores, necessitando a troca de produtos de hábito diário, como produtos de limpeza ou perfumes. Vários alimentos estão associados, mas varia de paciente para paciente. Não se aconselha seguir dietas restritivas a vários alimentos, podendo até piorar a enxaqueca. Pior ainda é pular refeição.

Recomenda-se observar quais alimentos provocam enxaqueca e depois de confirmados, aí sim retirá-los da dieta. Os campeões são chocolate, queijos e vinhos. Cafeína também tem relação. Quanto ao cheiro, vai uma curiosidade: existe um árvore chamada Umbellularia, tem um sinônimo em português Louro-da-Califórnia, que libera um substância capaz de desencadear uma crise de enxaqueca!

Há gatilhos que necessitam tratamento apropriado, como quadros de ansiedade generalizada, depressão, distúrbios do sono, desordem temporo-mandibular (DTM), cefaleia cervicogênica. Quando o período pré-menstrual é um gatilho, interromper a menstruação pode auxiliar.

Vale lembrar que mesmo que a dor de cabeça seja motivada por qualquer um destes itens acima, se você está tendo qualquer dor de cabeça , mesmo leve, 3x por mês por 3 meses seguidos, está na hora de procurar um tratamento, pois a partir desse ponto a chance da enxaqueca sair do controle aumenta fortemente. O diário de dor de cabeça é altamente recomendável para se conhecer melhor. Existem aplicativos de celular com essa finalidade.

Referências
Kelman, Leslie. “The premonitory symptoms (prodrome): a tertiary care study of 893 migraineurs.” Headache: The Journal of Head and Face Pain 44.9 (2004): 865-872.

Snyder, R. D., and P. D. Drummond. “Olfaction in migraine.” Cephalalgia 17.7 (1997): 729-732.

Blau, J. N. “Migraine prodromes separated from the aura: complete migraine.” Br Med J 281.6241 (1980): 658-660.

Giffin, N. J., et al. “Premonitory symptoms in migraine An electronic diary study.” Neurology 60.6 (2003): 935-940.

Becker, Werner J. “The premonitory phase of migraine and migraine management.” Cephalalgia 33.13 (2013): 1117-1121.

Kelman, L. “The triggers or precipitants of the acute migraine attack.” Cephalalgia 27.5 (2007): 394-402.

Nassini, Romina, et al. “The ‘headache tree’via umbellulone and TRPA1 activates the trigeminovascular system.” Brain 135.2 (2011): 376-390.

Compartilhe este artigo, Escolha a plataforma!